Missionários ao redor do mundo respondem aos desafios do Covid-19

Acredito que estamos aqui para ajudar as pessoas a ter esperança, para ver que há uma base sólida sobre a qual construir suas "vidas”.

0
28
Missionários ao redor do mundo respondem aos desafios do Covid-19
Muitos missionários perderam seus vôos foram devido a covid-19 (Foto – Reprodução)

A ameaça do COVID-19 cria um mundo diferente para todos, mas o medo, o distanciamento social e a incerteza, são alguns desafios para os missionários. A Southeast Christian Church, nos (EUA) apoia 100 missionários globais em todo o mundo.

Nos últimos 60 dias, os vôos foram cancelados e muitos países fecharam. Alguns parceiros de missão receberam instruções da embaixada americana para garantir assentos no último voo para fora do país que servem.

Saber que não há escapatória se as condições piorarem é uma realidade gritante. Alguns dos missionários deixaram o campo para proteger suas famílias. Mas, a maioria optou por ficar.

Obter comida segura pode ser um problema. Mas, o mesmo acontece com a obtenção de produtos para desinfetar mãos e superfícies. Você pode imaginar o desafio de criar estações de lavagem de mãos em sua comunidade? De saber que nem todos têm recursos para desinfetar adequadamente?

Distanciamento social significa encontrar maneiras criativas de incentivar os buscadores e novos crentes ainda aprendendo sobre a fé.

+ Missionária morre levando ajuda aos afetados pela covid-19 na Indonésia

Dan e Robin Been, são missionários da Igreja Cristã do Sudeste que vivem em Portugal. Eles passaram por planos de evacuação devido a distúrbios e perigos políticos enquanto serviam em outros países.

Eles viveram um golpe, uma doença grave com dois filhos, um conflito armado entre dois partidos políticos, presos por causa de uma infraestrutura precária. Além deles trabalharem com pessoas famintas e moravam em uma casa alvejada por 15 homens armados tentando invadir.

“Não queremos ‘correr’ para a América apenas porque estamos em uma situação difícil”, disse Dan. “Estamos aqui para estar com as pessoas que estamos alcançando.

Acredito que estamos aqui para ajudar as pessoas a ter esperança, para ver que há uma base sólida sobre a qual construir suas “vidas”. Destaca, os missionários.

Todos estão lidando com o colapso dos sistemas em que confiaram. Mas também, temos o privilégio de falar da Única Esperança que nos trouxe através de muitas questões.

Os parceiros na Grécia sabiam muito antes do bloqueio do COVID-19 que não podiam deixar o país. “Isso nos dá uma imagem melhor de como nossos amigos em busca de asilo sempre se sentem, para que nossos corações continuem a entender suas situações”, disseram eles.

Eric e Rachel Rolston estão em licença da Tanzânia para o nascimento de seu bebê, enquanto o COVID-19 bate no mundo.

“Foi estranho ouvir sobre o súbito êxodo em massa de trabalhadores globais que deixaram nossa cidade devido ao vírus. Muitos não poderão retornar por causa de problemas de visto. Restam apenas algumas famílias agora, incluindo um de nossos colegas de equipe.”

Terry Jackson, líder da equipe de assistência missionária do sudeste, mantém contato com parceiros de todo o mundo.

“Ouvimos de nossos parceiros no sudeste da Ásia que 28 líderes cristãos apenas na semana passada morreram do COVID-19. A polícia parece pensar que os estrangeiros são a principal fonte de disseminação do vírus, o que é um pouco assustador para os que permanecem.”

Jornal do sudeste cristão Christian em Louisville, KY.

© Amigo De Cristo – Site de notícias cristãs do Brasil e Mundo.